As Engrenagens dos Porteiros Digitais: Digital Markets Act

A União Europeia dá um passo gigante na regulação do universo digital. O Digital Markets Act chegou para revolucionar o mercado digital como o conhecemos.

O Preâmbulo de uma Nova Era

A era digital está prestes a experimentar uma revolução sem precedentes. 

Com a implantação do Digital Markets Act (DMA) em março de 2024, os gigantes tecnológicos devem agora jogar de acordo com as regras estritas, promovendo uma competição justa e protegendo os direitos dos consumidores e dos pequenos negócios. 

A introdução desta normativa representa uma oportunidade única para redefinir o mercado digital, questionando práticas monopolísticas e anti-competitivas que há muito governam este setor. 

Mas o que traz de novo este ato legislativo que está a fazer tremer os pilares do mundo digital?

O que é o Digital Markets Act?

Nos bastidores do DMA, observamos uma narrativa em que a justiça e a equidade tomam forma através de ações concretas. 

A Comissão Europeia delineou um conjunto de regras rigorosas, com a missão de designar determinadas plataformas digitais como gatekeepers

Esta designação é acompanhada de responsabilidades e obrigações significativas, prometendo reformar a maneira como estes colossos operam.

As Responsabilidades dos Gatekeepers

Com o DMA em vigor, os gatekeepers, empresas que detêm um papel central no ecossistema digital, devem cumprir um amplo espectro de obrigações para garantir um ambiente digital mais seguro e justo para todos.

Vejamos os principais destaques desta inovação regulatória:

Maior Transparência e Controlo para os Utilizadores: Os utilizadores terão mais controlo sobre os seus dados, sendo necessário o seu consentimento explícito para rastreamento online para fins publicitários.

Promoção da Interoperabilidade: Será incentivada a interoperabilidade entre diferentes plataformas e serviços, promovendo uma concorrência justa e beneficiando os utilizadores finais.

Restrições à Concentração de Poder de Mercado: As empresas designadas como gatekeepers estarão sujeitas a fiscalizações mais rigorosas em futuras fusões e aquisições, protegendo assim o mercado de práticas monopolísticas.

A Jornada de Implementação do DMA

Os gatekeepers têm agora um caminho árduo pela frente, com seis meses para realinharem as suas práticas comerciais, sob pena de enfrentarem multas severas que podem ascender a 10 % do seu volume de negócios global.

Efeitos Globais do DMA

A influência do DMA promete ultrapassar as fronteiras da União Europeia, com países de todo o mundo a observarem atentamente a sua implementação. 

As repercussões globais são inevitáveis, dado o tamanho do mercado europeu e a natureza interconectada do mundo digital.

Comportem-se bem ou paguem!

Conforme anunciado pela Comissão Europeia, as grandes empresas de tecnologia identificadas como «Guardiões» sob a égide da Lei dos Mercados Digitais terão de se adequar a um novo conjunto de regras que visam combater comportamentos anticoncorrenciais a partir de março de 2024. 

Tal decisão surge após um período de carência de seis meses destinado ao ajuste à conformidade.

Empresas como a Apple e a Alphabet, que detêm uma grande parcela dos serviços listados, incluindo Instagram, Google Maps e YouTube, entre outros, serão proibidas de fundir dados dos utilizadores através dos diferentes serviços e de favorecer os seus serviços em detrimento dos concorrentes.

Aqueles que falharem o cumprimento das normas estarão sujeitos a pesadas multas que podem alcançar até 10 % da sua faturação anual global, um valor que pode subir para 20 % em casos de reincidência. 

Nos casos mais extremos, as empresas poderão ser obrigadas a desvincular-se ou proibidas de adquirir concorrentes menores.

Apesar da postura firme, a aplicação das regras apresenta um desafio considerável. 

A comissão antecipa dificuldades em garantir a conformidade de empresas tão poderosas.

Coimas aplicadas a empresas digitais seleccionadas por violações do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) a partir de 2022

digital-markets-act

Espera-se uma reação intensa das gigantes da tecnologia

A indústria tecnológica tem expressado veementemente a sua insatisfação após a imposição das novas regulamentações da DMA.

O advogado Geradin prevê que gigantes como «Apple e Google terão de ceder em grande medida» sob as novas regulamentações da UE, embora a adesão voluntária ainda seja uma questão em aberto.

Estas corporações não têm sido passivas, com algumas a prepararem-se juridicamente para desafiar as categorizações da Comissão.

A Meta culpou a demora no lançamento da sua nova aplicação, Threads, na UE, devido às preocupações relativas à conformidade com a DMA, enquanto a Amazon já havia contestado a sua designação sob as novas diretivas da UE sobre conteúdo nocivo, a Lei dos Serviços Digitais, conseguindo um alívio temporário.

Além disso, embora a Comissão afirme que a contestação da designação dos guardiões é reservada para cenários «excecionais», existe um consenso crescente entre várias empresas para se oporem veementemente aos decisores políticos da UE sobre as suas designações, podendo até desafiar a DMA no seu todo. Geradin antevê uma litigância considerável no horizonte, à medida que as empresas se preparam para uma resistência feroz às novas imposições.

Horizonte Próximo

Num mundo onde os gatekeepers terão de abdicar de práticas até então habituais, abre-se um novo horizonte de oportunidades e possibilidades para pequenos empreendedores e para nós, consumidores.

O DMA chegou para redefinir o nosso mundo digital. A contagem decrescente já começou, e todos os olhos estão postos na União Europeia enquanto navega por estas águas inexploradas. Vamos testemunhar uma nova era de digitalização que promete ser mais justa e equitativa para todos?

Este conteúdo faz parte da análise semanal da minha newsletter DIGITAL SPRINT, com foco em marketing, tecnologia e negócios online.

Leitura complementar:

O que é o Digital Markets Act (DMA)?

O DMA é uma lei da União Europeia para regular plataformas digitais grandes, garantindo competição justa e protegendo os consumidores.

O que são “gatekeepers” segundo o DMA?

“Gatekeepers” são empresas digitais centralizadoras identificadas pela UE que têm obrigações estritas para promover um ambiente digital seguro e justo

Que multas podem enfrentar os “gatekeepers” que não cumprirem o DMA?

Podem enfrentar multas até 10% do seu volume de negócios global, e em casos extremos, a desvinculação ou proibição de adquirir concorrentes menores.

4 comentários em “As Engrenagens dos Porteiros Digitais: Digital Markets Act”

Deixe um comentário

Formação para Empresas

Competências para a sua equipa

A sua equipa merece o melhor. Uma escola de negócios dinâmica e acessível, focada nas competências estratégicas essenciais para o panorama empresarial da próxima década.

Inovação em cada projeto digital que abraçamos, com profissionais altamente capacitados e com experiência

Formação à medida, adaptada às especificidades de cada cliente

Adotamos uma metodologia que equilibra teoria e prática, garantindo que a aplicabilidade do aprendizagem é imediata.

Avaliação Pública

Contactos Diretos

Suporte Online (Whatsapp)

+915015508

Dias Úteis das 9h às 18h

Suporte

comercial@digitalfc.pt

Contacto Multidados

multidados@multidados.com

Morada

Rua de Angola, 26, Forca
3800-008 Aveiro Portugal

Fale Connosco

Contactos

DIGITAL SPRINT

A DIGITAL SPRINT, surge da sinergia com da empresa Multidados - especialista em estudos de mercado online com 25 anos de mercado e do formador Frederico Carvalho, que lidera a coordenação de conteúdos, combinando as ferramentas, os métodos e as estratégias de aprendizagem.
A formação não se esgota no que se aprende, mas sim no que se faz com esse saber.

Acreditações:

Formação

Marketing Sprint

Marketing para Empresas

Branded Content

Gestão de projetos

Search Engine Optimization

Email Marketing

Plano de Marketing

Sobre

Quem somos

Cursos

Blog

Condições gerais de formação

Política de Privacidade

Contactos Diretos

Suporte Online (Whatsapp)

comercial@digitalfc.pt

+351 915015508
(Chamada de rede móvel nacional)

Contactos Multidados

multidados@multidados.com

os